ASCENDÊNCIA DE ANIBAL, L1M4-BSC, [*1944] ATE TEODORICO I, G7WB-3YC, [*391], REI DOS VISIGODOS, SEU 50ºAVÔ, PELO CAPITÃO-MOR DE AIURUOCA, ANTÔNIO DE ARANTES MARQUES, 5º AVÔ DE ANIBAL, EM 52 GERAÇÕES CONTÍNUAS EM 1553 ANOS DE HISTÓRIA COM 29,86 ANOS POR GERAÇÃO [dentro da média de 25 a 35 anos por geração]


OS DADOS NUMÉRICOS SÃO RETIRADOS DE FAMILYSEARCH, SITE ESPECIALIZADO EM GENEALOGIA COM 100.000.000 DE USUÁRIOS


Aníbal de Almeida Fernandes: Abril 2020.


1]TEODORICO I, 391-451 G7WB-3YC, REI DOS VISIGODOS, 50º avô de ANIBAL


Teodorico I, rei dos visigodos entre 418 e 451. Era genro de Alarico I. Com ele começa a dinastia de Tolosa. Completou o estabelecimento dos Visigodos na Aquitânia e expandiu os seus domínios até à Hispânia. Morreu em 451, na batalha dos Campos Cataláunicos, na qual a federação formada pelos RomanosVisigodosAlanosBurgúndios e Francos derrotaram os Hunos de Átila, sob o qual também combatiam os Ostrogodos, os Citas, os Hérulos, os Gépidas, os Sármatas e outras tribos germânicas menores. As forças de Teodorico contribuíram decisivamente para a vitória dos romanos, mas ele foi morto durante a batalha. O corpo de Teodorico não foi encontrado até o dia seguinte. De acordo com a tradição gótica, ele foi lamentado e enterrado por seus guerreiros no campo de batalha. Imediatamente Turismundo foi eleito como sucessor de seu pai. 



2] EURICO 420-484 G7WY-F4R


3] ALARICO +567 G7WY-QZ6


4] AMALARICO 502-531 G7WR-TFM


5] LEOVIGILDO 519-586 G77H-HN6


6] RECAREDO I 559-601 M2XD-2TM


7] REI SWINTHILA DOS VISIGODOS 568-640 GQQL-438


8] FROILA BALTHES 630-660 GQBS-Q87


9] VITULO, DUQUE DE CANTABRIA 645-687 GQBS-CH8


10] PEDRO I DUQUE DE ASTURIAS +730 GQYT-G7F


11] FRUELA DUQUE DE CANTABRIA +757 GQYT-DQY, 40ºavô


12] VERMUDO I 750-797 LZ11-929


13] RAMIRO I O JUSTICEIRO 789-850 GQL1-5YN


14] ORDONO I REI DE LEON 821-866 LTY9-HBT


15] REI AFONSO O GRANDE 848-910 G981-1LM


16] ORDONO II REI DE LEON 900-951 G33H-LKT


17] RAMIRO II DE LEON 900-951 GMTF-4BF


18] ORDONO III REI DE LEON 926-956 GQFT-8SK


19] BERMUDO II REI DE LEON 953-999 LBQG-D74


20] GARCIA FERNANDEZ III GQLX-MJ2


21] ORDONO INFANTE DE LEON 1001-1073 G9DN-HTJ, 30ºavô


22] GARCIA DE NAJERA 1040-1108 L5Z6-S4M


23] ORDONO DE AZA 1092-1195 LKLL-V59


24] GARCIA DE VILLAMAYOR 1115-1170 GQTF-RB1


25] RUI BARBA DE CAMPO *1195 GQJF-K1N


26] PAIO DE SANDIM 1080-1160 KHSH-GMC


27] MEM PAES 1128-1200 L5F7-S4D


28] MARTIM MOGUDO *1150 LXNZ-Y4M


29] VASCO MOGUDO *1175 LJR2-XQP


30] MARTIM BARBA *1205 L8R2-3N6


31] FERNÃO DE CANEDO *1255 KDBR-RGC, 20ºavô


32] JOÃO DE BEIRE K67V-BKH


33] AFONSO DE BEIRE *1285 KDBN-LWJ


34] MARTIM DE BEIRE *1300 K69X-H4J


35] DIONÍSIO DE BEIRE K6MK-B4D


36] AFONSO DE BEIRE GS4N-PP6


37] ALVARO DE BEIRE GS4N-RH7


38] JOAO ALVARES L6KZ-QKH


39] GONÇALO PAMPLONA 1480-1547 L6KZ-327


40] SIMÃO GONÇALVES 1533-1623 KPHW-VJ4


41] GASPAR RODRIGUES L1MZ-MBJ cc MARGARIDA DE ARANTES L7XP-W7X,


10ºs avós de Anibal.


42] MARIA DE ARANTES +1687 KLGG-7X7 cc MANOEL LOPES +1663 KLGG-7HN


43] MARIA DE ARANTES 1625-1709 K24W-MMK cc ANTONIO FERREIRA 1654-1665 K24W-MMV


44] FRANCISCO ARANTES 1659-1733 KG33-LK3


45] DOMINGOS ARANTES 1697-1763 27J5-MF7


46] Antonio de Arantes Marques (Capitão-Mor de Aiuruoca), KG33-GLG, 5º avô de Aníbal, Patriarca do Tronco Arantes-Aiuruoca, n. 1738, f. 1801, enterrado na Matriz de Aiuruoca, c.c. Ana da Cunha Carvalho, (*1747 -1824), filha de Antonio da Cunha Carvalho,



pais de:


47) Manuel Rufino de Arantes, c.c. Ana Joaquina, irmã do 1º Barão de Cajurú, pais de:


48) Joaquim Carvalho Arantes, 3ºavô de Anibal



Joaquim c.c. Ana Elisa filha do 1º Barão de Cajurú (é irmã da Viscondessa de Arantes, da Baronesa de São João d’El Rei e do 2º Barão de Cajurú),


João Gualberto, 1º Barão de Cajurú a 30/6/1860, 4º avô de Anibal, Decreto Registrado no Livro VIII, Pag. 54, Seção Histórica do Arquivo Nacional, com petição feita a 9/6/1860, pelo Visconde do Bonfim e pelo Visconde de Ipanema a Pedro II. Nasc. e bat. em 1797, São João d’El Rei, fal. 21/2/1869, S. Miguel do Cajurú, Ten-Coronel da Guarda Nacional, Comendador da Ordem da Rosa em 1849 e da Ordem de Cristo. Casado com Ana Inácia Ribeiro do Valle, 1ª Baronesa de Cajurú, cerca de 1819.



Joaquim c.c. Ana Elisa, pais de:


49) Ana Margarida, c.c. João Antonio de Avellar e Almeida e Silva,


João Antonio, neto materno de Manoel de Avellar e Almeida, Patriarca do Tronco Avellar e Almeida de Vassouras, RJ, 4º avô de Anibal, que tem entre seus descendentes 6 titulares: 5 Barões: Ribeirão, Massambará, Avellar e Almeida, 2o Barão do Rio das Flores, 1a Baronesa do Rio das Flores e o Visconde de Cananéia.



                            BRASÃO da FAMÍLIA AVELLAR e ALMEIDA


Este Brasão foi concedido por Carta de Brasão em 1881, e está registrado no Cartório da Nobreza e Fidalguia do Império do Brasil, Livro II, folhas 9/11, ao Barão de Avellar e Almeida, Decreto de 7/1/1881, cujo título está registrado no Livro X pág. 70 Seção Histórica do Arquivo Nacional. É um título concedido ad personam sul cognome, isto é, dado a uma pessoa específica e apoiado sobre o nome da família do titulado. Esta forma de título só é usada quando o Imperador deseja prestar homenagem também à família, dignificando-lhe o nome. O Brasão tem um pé de café e uma abelha como arma heráldica e pode ser usado pela Família Avellar e Almeida sem o Coronel (coroa) e a comenda, que são exclusivos do Barão e não são hereditários, conforme as leis de heráldica e do Direito Nobiliárquico: (Fonte Documental: Mário de Méroe, Estudos sobre o Direito Nobiliário, Centauro Editora, São Paulo, 2000, pgs: 25/26).


       


50) Bernardina, n. 25/8/1869, f.18/7/1936, a 30/11/1889, Valença, c.c. Joaquim Rodrigues d’Almeida, n. 23/6/1866, f. 25/2/1937,


Joaquim, filho de Albino Rodrigues d’Almeida, c.c. Antonia neto de José Rodrigues d’Almeida, c.c. Maria do Carmo, Viseu, Portugal sec. XVIII, ele é primo de Joaquim d’Almeida, Barão de Almeida Ramos.


51) Anna, n. a 31/12/1907, f. a 24/4/1987, em 1927, c.c. Anibal de Barros Fernandes, n. 1/3/1904, f. 1973,


Aníbal de Barros Fernandes, filho de João Antonio Fernandes Jr., Bragança, Portugal, c.c. Anna Couto de Barros, Campinas/Agudos, SP,


52) Anibal de Almeida Fernandes, c.c. Maria José Giordano Del Grande,


Maria José, filha de José Del Grande c.c. Thereza Giordano, neta paterna de Seraphim Del Grande c.c. Judite Del Carlo, Lucca, Itália, neta materna de Domingos Giordano, sócio da 1a Casa Bancária de São Paulo, [1900, conforme o Jornal do Commércio], c.c. Carmela Spina, bisneta materna de Vicente Giordano c.c. Angela Maria Falci, eles vieram de Torraca, Salerno, Itália, em 1888.


53) Ana Tereza Del Grande Arantes de Almeida Fernandes, n. em 1977, c.c. Felipe Augusto Alonso, filho de Geraldo Alonso Filho e Ana Regina Alonso. Passa a assinar Ana Tereza Arantes de Almeida Alonso.


Atenção: Eu quis retomar o sobrenome Arantes e registrei minha filha única, ao nascer, com o sobrenome que é nosso desde o século XV, ou seja, é um sobrenome anterior ao descobrimento do Brasil.


54) Enrico Arantes de Almeida Alonso, [2010] 52ºneto de Teodorico 1º Rei dos Visigodos, [391], seu 52ºavô, numa linhagem contínua de 54 gerações em 1.619 anos com 29,98 anos, em média, por geração em 17 séculos, do Século IV (391) até o Século XXI (2010).


 Homenagem de Aiuruoca ao nascimento de Enrico, neto de Anibal 


 


 


 

Os textos desse site podem ser reproduzidos, desde que se informe o autor e o endereço do site.
 
Genealogia e Historia = Autor Anibal de Almeida Fernandes