1o BARÃO com grandeza de CAPIVARI


Decreto Registrado no Livro VII, Pag. 111, Seção Histórica do Arquivo Nacional.



Foto tirada de www.sfreinobreza.com/nobaz.htm


Aníbal de Almeida Fernandes, Junho, 2013, atualizado Julho 2015.


Joaquim Ribeiro de Avelar, 1º Barão de Capivari, (Dec 15/11/1846) e 1º Barão com grandeza de Capivari (Dec. 11/10/1848), nasceu em 1791 e faleceu em sua fazenda no Paty dos Alferes, RJ, em 1865. Era Grande do Império e Comendador da Imperial Ordem da Rosa. Foi Vereador da Vila de Pati do Alferes em 1823. O 1º Barão de Capivari era pai do Visconde de UBÁ e tio-avô dos barões de SÃO LUIZ, de GUARIBU, e do visconde da PARAÍBA.


O 1º Barão de Capivari era filho do Tenente Antônio Ribeiro de Avelar (não há a origem identificada para este Avelar) nascido, cerca de 1750, na vila de Alenquer, Lisboa e falecido no Rio, RJ, em 1794, que era Cavaleiro Professo da Ordem de Cristo, filho de João Rodrigues e de Paula da Cruz.


Antônio Ribeiro de Avelar foi sócio do irmão João Rodrigues da Cruz, (que tem o sobrenome do pai e da mãe e não usa Avellar no sobrenome), na fundação da importante fazenda de Pau Grande, em 1770, em Paty do Alferes, RJ; que era o maior engenho de cana fluminense e para onde veio morar Antonia Maria da Conceição Portugal, (que era tia do Marquês de Maricá), era viúva de Antônio Ribeiro de Avelar, com seus 4 filhos: Francisco, Joaquim (Barão de Capivari), Luiz e Rosa.


O Tenente Antônio Ribeiro de Avelar c.c. Antonia Maria da Conceição Portugal, (mãe do 1º Barão de Capivari), nascida no Rio de Janeiro em 1758 e lá falecida em 1828, filha de Brás Gonçalves Portugal, Patriarca da família Gonçalves Portugal, do Rio de Janeiro), tiveram 14 filhos, entre eles, os 4 filhos abaixo identificados:


1) Joaquim Ribeiro de Avellar, 1º barão de Capivari,


2) Francisco, 3) Luiz,


4) Rosa c.c. José Maria Salter com 4 filhos, entre eles


Joaquina c.c. Luiz Gomes Ribeiro (primo do 1º barão de Capivari e fundador de Guaribú) que foram pais de 22 filhos dos quais 7 morreram crianças, entre os 15 vivos, 3 filhos receberam títulos nobiliárquicos:


Cláudio, barão de Guaribu, a 31/8/1860.


Paulo, barão de São Luiz a 23/10/1861.


João, visconde da Paraíba a 24/3/1876.


O 1º Barão de Capivari ao falecer em 1865, deixou 6 fazendas entre elas, a Pau Grande em Paty do Alferes com 860.000 pés de café e a fazenda Cachoeira, com parte das terras em herança para a escrava América, que também recebeu café e 10 contos de réis (equivalem a R$ 1.000.000,00 pois 1 conto comprava 1 kg. de ouro e considera-se a gr. a R$ 100,00) a serem dados, 1 conto por ano e 44 escravos.


O 1º Barão de Capivari não se casou e deixou filhos naturais e um deles, também chamado Joaquim Ribeiro de Avelar, reconhecido por escritura pública, nasc. a 12/5/1821 em Paty do Alferes, RJ, e falecido a 1/10/1888, que foi agraciado com o título de 2º Visconde de Ubá com honras de grandeza (Dec 14/3/1887), c.c. Mariana Velho da Silva, filha do Conselheiro José Maria Velho da Silva, muito chegado à Corte Imperial.


O 2º Visconde de Ubá c.c. Mariana Velho da Silva, teve 8 filhos:


1) Joaquim f. menor.


2) Maria José Velho de Avelar, Baronesa de Muritiba, (Mariquinhas, madrinha de crisma de Bernardina, avó de Anibal), c.c. o 2º Barão com Grandeza de Muritiba, Manuel Vieira Tosta, (filho do Marquês de Muritiba), eles estavam com Joaquim e Bernardina, (avós de Aníbal) no Baile da Ilha Fiscal. Os 2ºs Barões de Muritiba, íntimos amigos do Imperador Pedro II, acompanharam a Família Imperial no exílio, faleceram sem geração. Foto tirada em Paris em 1890 e com a Princesa Imperial.


 


3) Joaquim c.c. Mariana de Albuquerque, com 4 filhos.


4) Antonio herdeiro da Fazenda Pau Grande, foi vice-presidente do Estado do Rio, morreu solteiro.


5) José, morreu solteiro.


6) Júlia c.c. Francisco de Carvalho Figueira de Melo, com 11 filhos.


7) Elisa c.c. Luiz Ribeiro de Sousa Fontes, filho dos Viscondes de Souza Fontes.


8) Luiza c.c. Antonio Lehngruber, com 3 filhos.


NOTA: não há parentesco conhecido entre as famílias Avellar e Almeida e Ribeiro de Avelar, com os seguintes Titulares:


Avellar e Almeida de Vassouras cujo Patriarca é Manoel de Avellar e Almeida (4º avô de Anibal) filho de Manoel Coelho de Avellar e Maria Rosa de Almeida, todos naturais e batizados na freguesia de São Pedro da Ponta Delgada da Ilha das Flores, Bispado da Freguesia de Angra de Heroísmo, Açores, tendo entre os descendentes esses 7 titulares: barão Ribeirão, barão Avellar e Almeida, barão Massambará, Visconde Cananéia, 1ª Baronesa de Rio das Flores, mulher do 1º Barão de Werneck e 2º Barão de Rio das Flores


Ribeiro de Avelar de Paty do Alferes, família do barão de Capivari, cujo pai é Antônio Ribeiro de Avelar (não há a origem identificada para este sobrenome Avelar) filho de João Rodrigues e de Paula da Cruz. Esse Antônio Ribeiro de Avelar, junto com o irmão João Rodrigues da Cruz, (tio do barão de Capivari), fundou a importante fazenda de Pau Grande em Paty do Alferes.


Atenção: houve um 2º Barão de Capivari, Porfírio Pereira Fraga sem nenhum parentesco com o 1º Barão de Capivari.


Colaboradores e fontes para estruturar esse trabalho:


- José Roberto de Vasconcellos Nunes, pesquisador. Criador e coordenador da lista Genea-Minas de genealogia.


- Regina Cascão - Fonte: Dicionário das Famílias Brasileiras, de Carlos Eduardo Barata e AH Cunha Bueno - Verbetes; Capivari, Barão com grandeza; família Ribeiro de Avelar.


- Aníbal de Almeida Fernandes – Fontes pesquisadas para estruturar meu trabalho:


Notas para a História da Vila de Patí do Alferes, Frei Aurélio Stulzer, 1944.


Titulares do Império, Carlos Rheingantz, 1960.


E o Vale era o escravo, Ricardo Salles, Civilização Brasileira, 2008 > Barão de Capivari, pgs: 284/285 e 306 e Centro de Documentação Histórica (CDH) Severino Sombra, Inventário nº 651, caixa 106. > Barão de Guaribú, pgs 285/286 e 306 e Centro de Documentação Histórica (CDH) Severino Sombra, Inventário nº 13, caixa 322.


Notas para História da Vila Paty do Alferes, Francisco Klors Werneck, pgs: 82 a 89.


www.sfreinobreza.com/NobAZ.htm



Fotos: Pesquisa de Mariana Aguiar Ferreira Muaze Os Guardados da Viscondessa



 
Os textos desse site podem ser reproduzidos, desde que se informe o autor e o endereço do site.
 
Genealogia e Historia = Autor Anibal de Almeida Fernandes